top of page
Buscar
  • Foto do escritorJoana Preto

Elizabeth II e a Enfermagem | uma relação histórica

Todos nós deixamos um legado na vida dos outros, numa esfera mais individual ou coletiva, e por isso nunca ficamos indiferentes à morte. É a história de cada pessoa nas nossas vidas que nos faz lamentar, ter saudade e também recordar.


Nos dias de hoje a prática da enfermagem, que viu grandes mudanças desde a Primeira Guerra Mundial graças à evolução técnica e da ciência, enfrenta problemas de ordem social e salarial.


Os recursos materiais são mais e melhores que no século passado, o que torna a prática de enfermagem altamente diferenciada e, ao contrário da ideia que persiste na população de uma forma geral, autónoma também. Para complementar este ideia recomendo a leitura deste artigo, escrito por uma colega, Sarah Price, Enfermeira da Rainha, Enfermeira Distrital, Educadora Prática e Examinadora.


Em Portugal a enfermagem é evoluída na técnica e na ciência, mas socialmente está estagnada.

Assim, não posso deixar de apreciar o papel de Elizabeth II quanto à sua influência positiva para a enfermagem. Numa era onde não havia internet, muito menos redes sociais, Elizabeth II foi capaz de enaltecer a profissão, e, de forma indireta, também todas as pessoas que precisam dos cuidados de enfermagem, literalmente, desde que se nasce até à morte. Nós estamos lá, resilientes; muitos são mal remunerados, mas com a dedicação máxima.


A enfermagem no Reino Unido tem uma visão social diferente da de cá. Embora os enfermeiros portugueses sejam dotados de conhecimentos vastos e tenham capacidade de adaptação nas mais diferentes áreas de cuidados, não têm o respeito equivalente.


Após a morte de Elizabeth II não podia deixar de realizar um pequeníssimo resumo acerca da sua relação com a enfermagem, e deixar claro o quão importante foi a sua participação na nossa profissão.

Elizabeth II tornou-se, em 1944 e enquanto princesa, presidente da Associação de Enfermeiras Estudantis, no Royal College of Nursing (RCN). Em 1945 abriu uma biblioteca nesse mesmo colégio.


Já rainha, Elizabeth II, continuou a apoiar a RCN e em 1994 abriu uma sede do colégio em Edimburgo.



Elizabeth II também foi patrono da Queen's Nursing Institute, uma instituição de caridade na área da enfermagem comunitária.


Obrigada por ter apoiado a enfermagem ao longo dos anos. É com nostalgia, pela minha profissão, que vivo este momento.


Joana


Fontes de informação e imagem:

- https://www.rct.uk/

Comments


bottom of page