top of page
Buscar
  • Foto do escritorJoana Preto

Refrescar, reparar e acalmar a pele|BRUMAS E ÁGUA TERMAL

As brumas refrescantes e calmantes, ou mists, surgem na sequências dos sprays de água termal. Esta última, usada há tantos anos, é conhecida pelas suas várias aplicações e benefícios. Desde a pele dos bebés, passando pelos adultos e terminando na pele geriátrica, as águas termais fazem as medidas de quase todas as peles, mesmo das mais sensíveis, fruto de patologias ou eventos sensibilizantes, como é a pele oncológica ou com queimadura solar.


Numa pesquisa breve pela internet, há realmente uma analogia entre águas termais e brumas. Nos sites oficiais de algumas marcas, ambos os termos são usados para um único produto. Ficamos assim confusos quanto aos objetivos e aplicabilidade, e podemos até questionar sobre a sua real necessidade.


As águas termais, produtos líquidos, têm a sua origem em nascentes, são mineralizadas e microbiologicamente puras; não são tratadas quimicamente. Efetivamente a água sob pressão, na embalagem, é dispensada em forma de bruma, numa dispersão fina e equilibrada por todo o rosto, respeitando, claro, a distância de +/- 20 a 30 cm de distância. Por outro lado a água termal pode fazer parte da formulação de um produto, como complemento.


Embora os benefícios das águas termais possam ser sentidos na pele de quem as usa, não existe evidência suficiente que os comprove. Das várias marcas existentes no mercado, verifica-se uma variação no pH e nos minerais, o que está relacionado com a geolocalização das nascentes respetivas.


De uma forma geral as águas termais são apreciadas por acalmar a pele, ao reduzir a inflamação e logo o stresse oxidativo. As suas propriedades minerais também ajudam no restabelecimento da barreira cutânea, e por isso também são conhecidas por serem reparadoras. É assim possível entender os benefícios do uso de água termal nas mais diversas peles, com estados e patologias específicos, agudos ou crónicos. É comum ouvir-se expressões como "sensação de alívio" ao usar água termal, tal como "sensação de frescura".


Contudo não creio que possam ser consideradas hidratantes por si só, mas a sua utilização pode ser uma boa forma de melhorar a hidratação da pele se, e quando, associadas a ingredientes hidratantes.


Já as brumas, também produtos líquidos, são manipuladas quimicamente para dar resposta a diferentes necessidades e características da pele. E que bom que isso é! Aproveito para alertar que tudo é químico, e que a água termal não é mais segura que as brumas. As aplicabilidades é que diferem. Não nos deixemos levar pela iliteracia associada ao termo "natural" e "químico".


À semelhança das águas termais, as brumas também são aspergidas na pele do rosto, e apesar de algumas serem em spray, os exemplos vos trago aqui não o fazem de forma desagradável, ou seja, conseguem cobrir a área da pele do rosto de forma equilibrada, sem excesso nem defeito.


As brumas têm assim, na sua formulação, ingredientes ativos que podem ser hidratantes, prebióticos, calmantes, antioxidantes... O que tornam estes produtos muito interessantes, além da sensação de frescura na pele que abrange praticamente todo este segmento.


Quer as águas termais, quer as brumas, fazem-se acompanhar da versatilidade. De uma forma geral podem ser usadas aquando dos cuidados de pele, após a maquilhagem (há quem diga que as águas termais e as brumas ajudam a fixar a maquilhagem (eu confio mais nos produtos feitos com esse propósito), em SOS no caso de serem calmantes e hidratantes (após o banho, na praia, após o exercício físico - pessoas com rosácea pedem alívio da pele imediatamente após algum destes cenários).


As águas temais, especificamente, são adoradas nas assaduras de fralda (nos bebés ou em pessoas com incontinência), no arrefecimento da pele perante exposição ao calor, após a depilação ou epilação, quer em mulheres ou homens, como no pós-barbear, e até após alguns procedimentos estéticos que sensibilizem a pele.


Outra utilização possível das águas termais é também com um objetivo secundário: facilitar a remoção de produtos, sejam máscaras que secam na pele (humedecer pode ajudar a remover) ou a água micelar que, por opção pessoal, prefiro remover. Neste último exemplo pode fazer sentido para quem não possa lavar o rosto com água da torneira; por humedecer um disco de tecido em água termal e passar pelo rosto para remover a água micelar, ou o leite de limpeza, caso pretenda.


A Água Termal da Uriage é a que tenho a uso, e com a qual tenho estado agradavelmente satisfeita após alguns anos de uso. Serve para toda a família, nas mais variadas necessidades, e comprovo os seus efeitos.


A Bruma Hydra-Essentiel da Clarins é ótima para refrescar a pele, e para a proteger também segundo a marca. É formulada com extratos de plantas (segundo a descrição no produto com extratos de folha da vida orgânica e houseleek), embora não seja capaz de explicar o mecanismo de ação, e também com ácido hialurónico. A marca recomenda a sua aplicação diretamente no rosto, com uma distância de 20 a 30 cm. Este é o tipo de bruma que prefiro usar ao longo do dia, porque a sensação de frescura é gigante. Prefiro recomendar a pessoas com uma pele resistente. Não aconselho a pele sensível e/ou a pessoas que não possam usar produtos com fragrância. Do feedback que vou recebendo, pessoas com pele levemente oleosa a oleosa tendem a gostar muito desta bruma.








A Loção Tónica da Eisenberg é um amor antigo. Comecei a usá-la quando a marca apareceu em Portugal e costumava trazê-la na mala para aplicar no rosto durante os turnos, principalmente durante a noite. Conforme descrição da marca esta loção tem água de Hamamélis que melhora a microcirculação e é anti-inflamatória; extrato de Alcaçuz, que acalma e descongestiona; extrato de Ruscus, que suaviza; óleos essenciais de limão e de laranja doce, que iluminam e previnem o envelhecimento precoce da pele.

A marca recomenda a sua aplicação no algodão, ou no rosto diretamente com uma distância de 20 a 30 cm. Pessoalmente prefiro usar pela manhã, diretamente no rosto, após a limpeza e o creme de olhos. Sinto a pele realmente mais luminosa e confortável. Como cuido muito da minha pele, provavelmente não vejo mais efeitos porque já os tenho. Após aplicar na pele não a seco, nem espalho o produto. Aproveito o rosto humedecido para aplicar o produto seguinte, de preferência um que seja hidratante.




A bruma The Cool Rescue da Sensilis é uma bruma especial! O seu objetivo são mesmo as peles sensíveis ou à procura de uma sensação de alívio e hidratação imediatos. Pode ser usada para refrescar a pele na exposição ao calor, após procedimentos estéticos e para hidratar. Prefiro usar à noite, antes de aplicação de retinóides ou cuidados esfoliantes químicos. Noto menor sensibilização da pele com este "truque", sendo uma opção bastante acessível e uma alternativa ao novo sérum da marca, o Skin Rescue [Serum S.O.S.].

Na sua formulação encontram-se agentes antipoluição, hidratantes, prebióticos e regeneradores da função da barreira cutânea.

A minha experiência é bastante positiva e recomendo a todas as peles a pedir frescura, hidratação e conforto. Claro que a pele sensível e seca poderá beneficiar mais, mas garanto que será um bom complemento no calor extremo, e no frio extremo acredito que também.





Espero que tenha sido útil e que use estes cuidados como complemento, e com mais consciência!


Obrigada por ler!

Joana






Comments


bottom of page